Como aplicar base?

screenshot.3

Antes de começar a explicar como eu faço e prefiro aplicar a minha base no rosto, tenho que dizer que o modo como você irá aplicá-la vai mudar de acordo com a textura e fórmula da mesma.
Existem vários tipo de base, mas os mais comuns são: base líquida, em pó, em creme e em mousse. Eu não uso o mesmo aplicador para passar diferentes tipo de base, mas isso sou só eu. Vou falar aqui um pouco de como eu faço, mas não existe regra nenhuma. Como sempre, em se tratando de maquiagem, aquilo que nos deixa mais confortável é o melhor pra gente, não credito que exista uma verdade absoluta em termos de aplicação de base no rosto.

screenshot.2
Eu coloquei nesta foto todos os tipos de aplicadores que eu uso e os mais comuns também. Para as bases em pó, vocês já devem saber que eu gosto de usar o meu pincel kabuki. Eu o acho melhor por ser mais gordinho que os outros pincéis de pó comuns, fazendo com que a sua aplicação tenha um efeito mais natural e com maior aproveitamento do produto, uma vez que, por conter mais cerdas, o pincel kabuki consegue aplicar mais produto de uma vez só, deixando a cobertura maior e mais uniforme. Para escolher um bom kabuki é preciso levar em considereção três coisas: a quantidade de cerdas (quanto mais, melhor), a maciez dos pêlos (quanto mais suaves e macios, melhor. Lembre-se que você irá passá-los na pele super fina do seu rosto), e o cabo. A maioria dos picéis kabuki tem o cabo curtinho. Tem gente que não gosta, não se sente confortável e segura, então, neste caso, eu recomendaria um kabuki com o cabo mais longo (é mais difícil de achar, mas existe!).
O segundo pincel da figura é o formato clássico de pincel para aplicação de base. Ele serve para todos os tipos de base, inclusive para a base em pó. Tem gente que adora usar este tipo de pincel com o Studio Fix da MAC, que é uma base em pó compacta. Eu nunca usei, nunca experimentei e nem pretendo, sou muito feliz com o meu kabuki e deixo este tipo de pincel para passar apenas base cremosa ou corretivo em áreas maiores do meu rosto. Mas ele serve para passar base líquida e em mousse também, eu que não gosto muito e prefiro usar os outros tipos de pincel.
Como por exemplo o segundo e terceiro pincéis da figura, estes são os meus preferidos para aplicar base líquida no rosto. Eu não tenho exatamente estes (que são da linha profissional da Sephora), mas tenho uns parecidos. Tenho dois duofibers (esse pincel com os pelinhos brancos em cima) da Coastal Scents que já apareceram neste post, e igual a este pincel gordinho do lado, eu tenho um da Bobbi Brown, que ganhei ao comprar o Shimmer Brick da mesma marca na Brigette’s, que é bem gordinho e arredondado como este. A forma como eu os uso os é bem parecida. Eu coloco um pouco de base em uma paleta (prefiro não pôr em cima da mão porque a pele sempre absorve um pouco do produto), e, com batidinhas, vou depositando um pouco de base nas pontas das cerdas do pincel. Daí, faço da mesma forma no meu rosto, vou dando batidinhas por toda a face até sentir que a base já está começando a secar e a distância entre os pontinhos está mínima. Aí, com movimentos circulares e muito suavemente (aí está o truque do efeito natural e de airbrush), eu vou misturando os pontinhos e distribuindo a base por todo o rosto. Se você tem um duo fiber, o certo é aplicar a sua base apenas com as cerdas brancas, as cerdas escuras servem apenas para dar suporte às brancas, as verdadeiras trabalhadoras nesta tarefa. Ou seja, não faça força! Não é necessário esfregar o pincel no rosto para aplicar a base, ela vai aderindo aos poucos à sua pele, desde os pontinhos até os movimentos circulares. Gosto muito deste tipo de aplicação, na minha opinião é a que dá um efeito mais natural e impecável!
Por último, temos as esponjas. Elas são a forma mais clássica de aplicar base no rosto. Eu não costumo usá-las por duas razões: consomem e desperdiçam muito produto; e porque elas não são higiênicas, é necessário jogar fora após cada aplicação, não é legal guardar uma esponja suja de base e suor na sua gaveta, provocando o surgimento de fungos e bactérias.
No entanto, eu adoro usar esponja para aplicar base em creme e principalmente em mousse. Tenho a base em mousse da Maybelline e a forma que eu mais gostei de aplicá-la, com o melhor resultado, foi com a esponja. O pincel de base normal não consegue pegar muita base pois esta não gruda no pincel. O duo fiber é bom, mas dá muito trabalho porque ele também não consegue pegar muito produto de uma vez só, fazendo com que sua aplicação seja muita mais demorada. O problema com a esponja é que é preciso ter cuidado pra não ficar com muita cara de maquiada, de que passou muita base no rosto. De pouquinho em pouquinho vou atingindo a cobertura desejada.
Eu coloquei na figura um outro tipo de esponja também, a Beauty Blender, que é esta rosinha em formato de gota. Ela é ótima para passar a base em cantinhos como em volta do nariz ou embaixo dos olhos. Não acho que seja algo super necessário e tal, mas que é legal, é =D
Você também pode lavar as suas esponjas. As que vêm com o Studio Fix, por exemplo, se eu usá-las com a base em mousse, lavo logo em seguida, da mesma forma como faço com os meus pincéis, e deixo secar de um dia para o outro. É claro que elas não têm a mesma duração que um pincel, depois de umas 3 ou 5 lavagens, eu as jogo fora.
Então é isso, gente. A dica é a mesma de sempre: experimentar até descobrir do que se gosta mais!
😉

=*
Tania

1 Comment

Filed under Base, Pincéis

One response to “Como aplicar base?

  1. Ótimas dicas!
    Eu particularmente adoro o pincel mais clássico mesmo. Eu me adaptei melhor à ele!
    Adorei o post!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s